Revista 25 / Dezembro 1999

Revista 25 / Dezembro 1999

A bebida “energética” do gado

Avalie este item
(0 votos)

Quatro anos depois de ter desembarcado no País a suplementação líquida vem tornando realidade nos cochos das fazendas brasileiras.

Árabe tem alma de esportista

Avalie este item
(0 votos)

Animal esportivo por excelência, o Árabe tem provado sua fama de forma contínua: os vencedores de provas hípicas geralmente são Árabes ou têm esse sangue. Resistente, ágil, veloz, ele tem boa visão, grande inteligência e excelente adaptabilidade. Estas características fizeram dele um animal cobiçado, que colaborou para formação de várias outras raças.

A verdadeira casa do marchigiana

Avalie este item
(0 votos)

Numa área de aproximadamente 520 alqueires, a Fazenda Tamoio abriga hoje um dos maiores rebanho Marchigiana PO do Brasil, além de 600 vacas Nelore para o cruzamento e 150 receptoras. Este numeroso rebanho fica aos cuidados de uma dezena de funcionários, que acompanham e atendem diariamente todas as necessidades do gado.

É hora de aumentar o lucro!

Avalie este item
(0 votos)

Nos últimos anos, a suinocultura tem crescido do ponto de vista técnico, com aperfeiçoamento genético e desenvolvimento de práticas mais produtiva. O suinocultor tem a seu dispor informações e suporte técnico que o auxiliam a aumentar sua produtividade, mas a suinocultura ainda é uma atividade com margens de lucro relativamente pequenas. 

Em busca de mais produtividade

Avalie este item
(0 votos)

No mercado de sementes de hortaliças, a qualidade e a inovação fazem a diferença para o produtor e, também, para o consumidor final. Em busca de vantagens competitivas, produtores se interessam por novas variedades de produtos que tenham não semente maior índice de germinação, maior resistência a doenças e maior produtividade mas também mais durabilidade após a colheita, melhor aparência e melhor sabor, fatores fundamentais para o consumidor final. E os produtores de sementes e novas variedades.

O prestigio da mussarela

Avalie este item
(0 votos)

O leite de búfala tem destino certo: a mussarela. Um derivado que vem conquistando o paladar do brasileiro e garantindo rentabilidade aos criadores que não deixam sua produção ser consumida in natura.

A prática do plantio direto está transformando a realidade da região de Arenito Caiuá, no Paraná. O cenário de pastagens degradadas está dando lugar a culturas de soja, milho, feijão, sorgo, milheto e aveia.