Revista 15 / Jan/Fev 1999

Revista 15 / Jan/Fev 1999

Uma automatização barata e eficiente!

Avalie este item
(0 votos)

Numa estratégia inovadora, a JF Máquinas Agrícolas Ltda. Está apresentando aos pecuaristas leiteiros sua misturadora e distribuidora de ração completa. Trata - se uma tecnologia 560 nacional, desenvolvida especialmente para pequenos e médios criadores, com produção entre 1.000 e 3.00 litros/leite/dia.

Cruzar para somar qualidades

Avalie este item
(0 votos)

Os Resultados favoráveis obtidos em diversas experiências reunindo o Piemontês e gado zebu ou azebuado (sobretudo o Nelore), levou um criador, apostando na performance de animais nascidos desse tipo de cruzamento, partir para a obtenção de animais que, num futuro próximo, poderão representar o surgimento de uma nova raça sintética: o Piemonel,que traz 5/8 Piemontêds e 3/8 Nelore.

Importação favorece fraude

Avalie este item
(0 votos)

O presidente da Leite Brasil - Associação Brasileira dos Produtores de Leite, Jorge Rubez, reitera a denúncia sobre essas compras externas, que considera como prejudiciais ao setor produtivo brasileiro, apontando como agravante a existência de " sinais de que o leite importado está favorecendo uma das maiores fraudes da história da pecuária leiteira."

A transferência de embriões é, sem dúvida, a grande responsável pela multiplicação do rebanho de Piemontês no Brasil. Para se ter uma idéia, em 1998, segundo dados da associação, ocorreram 1.307 acasalamentos via transferência de embriões, 232 por monta natural, entre animais puros de seleção. Além disso, a última e única importação de animais da raça ocorreu em 1974, quando o Instituto Noroestino do Trabalho, Educação e Cultura (Intec), recebeu um lote de 14 novilhas da Itália, que, por um acordo filantrópico entre os países, não podiam entrar em circuito comercial.

Nas contas, mais lucro do que prejuízo!

Avalie este item
(0 votos)

Que a alta do dólar deixou o Real mais pobre, isso ninguém discute. Mas, a desvalorização acentuada da nossa moeda não causou impacto violento no setor, pelo menos por enquanto. Na opinião do diretor da FNP Consultoria e Comércio Victor Abou Nehmi Filho, o setor agropecuário é justamente um dos que obteve impactos positivos com a alta do dólar.