Revista 80 / Setembro 2004

Revista 80 / Setembro 2004

No entanto, seu controle por meio da vacinação preventiva, ainda hoje, esbarra na negligência e na falta de percepção de pecuaristas que, por um motivo ou outro, não atentam para a importância do manejo sanitário correto dentro das propriedades.

De acordo com a última pesquisa estatística realizada em dezembro de 2003 pela OCB - Organização das Cooperativas do Brasil, o país conta com 7.355 cooperativas, quase seis milhões de cooperados, além de mais de 180 mil empregados.

Além desses agentes, os índices de natalidade dentro da pecuária são influenciados pela sazonalidade da oferta de pastagem ou a falta de critérios na seleção de matrizes e reprodutores com boa capacidade reprodutiva.

ENERGIA PARA O FUTURO

Avalie este item
(0 votos)

Atualmente, o setor vive outra situação e a resposta do produtor reverte-se no menor custo de produção de açúcar do mundo, por exemplo. Com excedentes exportáveis correspondentes a cerca de 36% do mercado livre mundial, estimado em 37 milhões de toneladas, os produtores fazem projeções otimistas para o futuro.

Ivo Bianchin, pesquisador da área de parasitologia da EMBRAPA Gado de Corte, esclarece que no geral os parasitas não causam danos à saúde humana, e sim prejuízos econômicos aos criadores. No caso dos helmintos (vermes), por exemplo, podem acarretar numa perda de até 40Kg de peso vivo por animal ao abate, segundo ele. O pesquisador ressalta que os

Dentro da pecuária, esse agente também causa sérios prejuízos todos os anos, principalmente, em regiões onde registram-se altas concentrações de morcegos hematófagos (seres que dependem de sangue para sobreviver). Estima-se que todos os anos, a espécie Desmodus rotundus, seja responsável por cerca de 50 mil mortes nos rebanhos brasileiros. De acordo

SEMENTES - RESGATANDO A TRADIÇÃO

Avalie este item
(0 votos)

Um estudo da FAO-Organização para Agricultura e Alimentação, das Nações Unidas, de maio último, não descarta a criação de um oligopólio ao assinalar que "apenas 10 empresas transnacionais investem US$ 3 bilhões, por ano, em engenharia genética. Brasil, China e Índia, juntos, não gastam mais que US$ 500 milhões anuais, em pesquisas nessa área." Chama a

O combate à esses agentes compreende, além medidas profiláticas como, vacinas e vermifugações, o controle de doenças através da utilização de outros medicamentos, com diferentes formas de aplicação. As vacinas, como a tecnologia mais eficiente para a prevenção e controle de determinadas doenças, são antígenos de várias categorias, capazes de estimular