Revista 91 / Setembro 2005

Revista 91 / Setembro 2005

ARROZ: A VEZ DOS "GOURMETS"!

Avalie este item
(0 votos)

Até pouco tempo atrás, desconhecido no mundo ocidental, o arroz de cores e aromático, também chamado de 'gourmet', faz parte do cotidiano dos asiáticos desde 2800 A.C. e é exaltado por suas características nutricionais e, em alguns casos, medicinais.

SAÚDE: CUIDADO REDOBRADO COM O BEZERRO!

Avalie este item
(0 votos)

Os números mostram, também, que grande parte dessas perdas ocorre logo nos primeiros meses da vida dos animais, época em que eles ainda estão formando seu sistema imunológico.

COURO: EM BUSCA DE MELHOR QUALIDADE

Avalie este item
(1 Votar)

Dono de um dos maiores rebanhos comerciais do mundo, com cerca de 195 milhões de cabeças de gado, o que corresponde a 16% do total mundial, o Brasil também já é, desde 2003, o maior exportador em volume de carne bovina. No total, foram mais de 1,1 milhão de toneladas. Mas, além da carne os números favorecem um outro setor da cadeia: o do couro bovino.

O frio intenso que não deu trégua não chegou a ser considerado um problema pelos visitantes, um público já bastante acostumado às baixas temperaturas.

FERRUGEM: CONTROLE SIM. EXCESSOS NÃO!

Avalie este item
(0 votos)

De acordo com o pesquisador e responsável pelos experimentos, Daniel Sosa-Gomez, da Embrapa Soja (Londrina - Paraná), o problema ocorre com freqüência no final dos meses de dezembro e janeiro, momento em que há uma epidemia na população de lagarta. Se o produtor aplica o fungicida para controlar a doença da soja muito cedo, sistematicamente

Os novos paradigmas de produção exigidos pelo mercado exportador que mantém parâmetros estreitos na relação de custo de produção e remuneração, mais os altos preços da terra, em grande parte das regiões do país, são fatores que tornam a eficiência da produção um ponto fundamental para se conseguir resultados positivos dentro do negócio.

Em alguns casos essa participação pode ultrapassar os 90% do peso da cultura, se responsabilizando, inclusive, por importantes processos fisiológicos e bioquímicos. Sua ação se desenvolve de forma a permitir a penetração de gases, minerais e outros solutos no interior das células, bem como a circulação de nutrientes indispensáveis ao bom

SAÚDE: O PODER DA INVERMECTINA

Avalie este item
(0 votos)

Para Edson Bordin, médico veterinário e patologista, guardando-se as devidas proporções essa comparação não é absurda. A diferença é que a penicilina se situa no início da era de controle das doenças bacterianas humanas, e a ivermectina se situa como uma das últimas moléculas desenvolvidas para o controle dos parasitos animais. Curiosamente, são ambos

MANEJO DA PLANTAS DANINHAS

Avalie este item
(0 votos)

Além de representar elevados índices nos custos de produção, os herbicidas nem sempre produziam os efeitos desejados. Depois de quase trinta anos, as plantas daninhas não deixaram de ser um problema para o sistema, mas podem ser controladas, desde que bem manejadas até mesmo na cultura da soja transgênica.

Atualmente, os grandes indicadores destas mudanças estão presentes no depoimento dos próprios sojicultores. Hoje, sem o medo de terem a lavoura queimada ou correrem o risco de irem para a cadeia, por terem usado a tecnologia até, então proibida, os produtores podem agora informar livremente seus dados, como, por exemplo: o tamanho da área que plantaram,

SOJA VERDE É UM SÉRIO PROBLEMA

Avalie este item
(0 votos)

Os longos períodos de estiagem, verificado, no ano passado, em grande parte das regiões produtoras do país, fez muito sojicultor colher parte ou até toda sua safra de soja, com os grãos fora das condições ideais de maturação. A qualidade dessa produção, seja para uso na indústria de óleo e farelo - principais subprodutos da cultura - ou para retorno à lavoura

TRIGO: VARIEDADES PARA O PLANTIO IRRIGADO

Avalie este item
(0 votos)

Segundo o pesquisador da Embrapa Cerrados Júlio César Albrecht, as novas variedades são produtivas e de ótima qualidade industrial, foram desenvolvidas conforme os padrões exigidos pelo mercado, para que os produtores tenham boa liquidez do produto na hora da comercialização.

A tristeza parasitária bovina (TPB), tristeza bovina, ou simplesmente tristeza, é uma doença infecciosa e parasitária dos bovinos causada por uma bactéria do gênero Anaplasma (Anaplasmose) e um protozoário do gênero Babesia (Babesiose) e é transmitida aos animais através do carrapato dos bovinos (de nome científico Boophilus microplus).

Estima-se que nas regiões de clima temperado, como é caso dos estados da região sul do Brasil, o índice de mortalidade se mantenha na casa dos 10 %, o que para muitos especialistas caso do médico veterinário Ph.D em epidemiologia animal do CNPGC, Embrapa Gado de Corte, Ivo Biachin é um número bastante alto. Nas localidades mais próximas ao Brasil Central,