Revista 101 / Julho 2006

Revista 101 / Julho 2006

A escolha deste local tinha um significado especial: foi nesta mesma feira, há nove anos, que aconteceu o lançamento do projeto Revista Rural. “Estávamos festejando a circulação da edição número 100 da revista.

Uns as chamam de “pé duro”, outros de “pé sujo dos terreiros”. Enquanto no Sudeste do país são conhecidas como “colonial”, no Nordeste recebem o nome de “capoeira”. Não importa os nomes ou apelidos. As galinhas caipiras, resultantes do cruzamento aleatório de várias raças, vêm atraindo os produtores por serem rústicas e resistentes à doença. O baixo custo, a alta rentabilidade e a qualidade da carne e dos ovos são vantagens que favorecem a sua criação.

Em 2006 aconteceram durante a Megaleite a 3ª Exposição Brasileira do Agronegócio do Leite, 17ª Exposição Nacional de Girolando, 5ª Exposição Estadual de Gir Leiteiro, IX Exposição Especializada de Gado Holandês de Uberaba, XV Exposição Estadual de Gado Holandês de Minas Gerais – Exphomig, 1ª Mostra Oficial de Gado Simental de Uberaba, 6ª Exposição de Ovinos de Uberaba, 2ª Exposição de Filhotes e 4º Encontro Regional de Veículos Antigos e Exóticos de Uberaba.

Mosca-dos-chifres

Avalie este item
(0 votos)

A mosca-dos-chifres é um pequeno hematófago de 3 a 5 mm que parasita o hospedeiro dia e noite, abandonando-o momentaneamente para fazer a oviposição nas massas fecais. Quando o bovino defeca, as fêmeas depositam seus ovos em grupos de 10 a 20, embaixo da borda da massa fecal. As fêmeas só colocam os ovos até 10 a 15 minutos após o animal ter defecado. Passado este período, as fezes perdem atratividade para a mosca-dos-chifres.

Há alguns anos a ovinocultura reapareceu no Sudeste do Brasil, principalmente no Estado de São Paulo, como solução econômica para os pecuaristas de pequeno e médio porte. Nos últimos anos o que tem se verificado não é só um aumento no efetivo dos rebanhos, mas também no número de propriedades envolvidas nesta atividade.

Ovinos - criação a pasto é viável

Avalie este item
(0 votos)

No Brasil tradicionalmente o consumo de proteína animal provém de carne bovina, porém por uma questão econômica, o maior consumo têm sido de carne de frango. A carne suína é consumida normalmente em datas especiais. Porém, o mercado que mais cresceu nesses últimos anos foi o mercado de carne ovina e em algumas regiões a carne caprina.

Em projetos de produção pecuária tanto de corte como de leite que têm nas pastagens a principal fonte de alimentação do rebanho, as perdas de nutrientes por decorrência da exploração intensiva do solo são demasiadamente grandes. Sendo assim, a reposição desses nutrientes é uma necessidade para garantir a produção de massa-seca, fator determinante na produtividade do rebanho.

É de Marmeleiro, a 500 quilômetros de Curitiba, uma nova variedade de queijo nobre, que leva a marca da Agricultura Familiar da região Sudoeste: o queijo “venetto”. O venetto é um produto colonial de alto padrão de qualidade, fabricado com tecnologia italiana, e que será comercializado pela Coopafi.

Genética da soja

Avalie este item
(0 votos)

Transgênicos vieram para ficar e ajudar! Existem vários tipos de soja transgênicas sendo desenvolvidas atualmente. A mais conhecida e plantada comercialmente é uma planta que recebeu, por meio de técnicas da biotecnologia, um gene de um outro organismo capaz de torná-la tolerante ao uso de um tipo de herbicida, o glifosato.