Revista 122 / Abril 2008

Revista 122 / Abril 2008

Biodiesel - “vamos plantar gasolina!”

Avalie este item
(0 votos)

A euforia que tomou conta do agronegócio brasileiro em relação aos biocombustíveis se justifica. Com o preço elevado do petróleo, com as condições favoráveis oferecidas pelo país, e com o desenvolvimento acelerado das pesquisas envolvendo o biodiesel, o Brasil se vê diante de uma nova e promissora perspectiva.

No primeiro trimestre de 2008, o Brasil exportou 1.706.402 quilos de café torrado em grão e de café torrado e moído, um volume 145,64% maior que o registrado em igual período de 2007, que ficou em 694.666 quilos.

Projeções apontam para crescimento de 16% no volume de cana colhida, com 32 novas usinas entrando em operação na região Centro-Sul ao longo da safra. A UNICA - União da Indústria de Cana-de-Açúcar – anunciou as estimativas para a nova safra na Região Centro-Sul, onde se concentram 86% da produção nacional.

Carne de cordeiro - espaço para crescer

Avalie este item
(0 votos)

Aos poucos, a carne de cordeiro tenta ganhar apreciadores fora dos restaurantes mais sofisticados e entrar no mercado consumidor mais popular, potencialmene muito maior e bastante atraente. O setor cresce há quinze anos, mas nos últimos quatro a mudança foi enorme. No passado, a carne de cordeiro era consumida praticamente só no exterior.

Setor foi o que apresentou maior aumento na exportação de bovinos e derivados em 2007. No primeiro trimestre do ano ascensão continuou promissora Após um aumento de 76,3% em 2007 no número de bois embarcados no Brasil para abate no exterior, o ano de 2008 começou com as exportações do setor em alta e representando um promissor mercado.

A Revista Rural testou o Discovery 3, um veículo luxuoso, como todo Land Rover, e muito eficiente na terra. Agregando de forma harmoniosa estas duas caracteristicas, aparentemente antagônicas, o modelo é quase uma limusine para andar no barro.

Com o lançamento do milho transgênico Yieldgar no Brasil, após a CTNBio e o CNBS liberarem a comercialização do grão geneticamente modificado, os produtores terão acesso a lavouras mais produtivas e rústicas. O novo milho promete cinco benefícios. Maior produção e qualidade da espiga, devido ao forte controle das pragas.

Processo de profissionalização do setor passa também pelo fim das queimadas e o fim do corte manual da cana.

Controle sanitário rigoroso no gado é prática que garante melhor performance no gancho e poucas perdas no campo. A valorização da arroba do boi gordo deu novas perspectivas para a produção, com atenção à alimentação do rebanho e a garantia de um melhor cuidado da sanidade animal.

A agricultura em alta impulsiona todas as atividades envolvidas com o setor. Um exemplo é o ramo de tratores. A maioria dos fabricantes estão produzindo os veículos sob encomenda. O trator que está sendo fabricado no momento em que você lê esta reportagem deve ter sido pedido há dois meses.

O risco existe, porém, é pequeno e improvável. Essa é a afirmação da médica veterinária e pesquisadora da APTA (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios), Ana Lúcia Alberti. A probabilidade seria a transmissão da doença por matrizes que foram importadas do Canadá, onde já houve caso confirmado da doença.